segunda-feira, 14 de junho de 2010

Do muito e do pouco de uma meia hora - Postagem temática


O mesmo instante, em situações diversas, é tão intenso que quase se pode medi-lo em horas ou em segundos, dependendo do que se deseja.
Para o amor de sua vida chegar, meia hora é quase um dia inteiro; um segundo é o tempo da mesma meia hora, quando ele tem que partir.


Obs.:
1. Este post faz parte de um projeto de Rafael Gloria, do “Blog sintonizados”, e teve como tema: “meia hora”.
2. Minha sugestão para o próximo tema é: "do que eu não quero saber"
3. Tirei a imagem daqui.

13 comentários:

Anônimo disse...

Vc sempre abre os trabalhos da Postagem Temática... legal... sigam-te os bons! bj

Mariana S. disse...

Já dizia Caetano Veloso...

"Por seres tão inventivo
E pareceres contínuo
Tempo tempo tempo tempo
És um dos deuses mais lindos"

Bela reflexão, Rosana! Muito verdadeira.
e a imagem tá l-i-n-d-a
abraço!

Rosana Tibúrcio disse...

Obrigada Mariana e Anônimo...

Alguém perguntará: por que aceitar esse anônimo se um dia disse não mais aceitar?
Esse PODE, porque sei de onde veio (sintonizados).
É isso!

Helô disse...

Dizendo muito em poucas palavras.
Bom isso. Saudades.

Julianne disse...

verdade! o tempo sempre é relativo... uma injustiça isso, de ver tudo passar rápido quando estamos nos divertindo.

beijos!

V. disse...

Olha quem voltou! Risos. Não sei se você se lembra de mim.

Adorei vir aqui e ver esta postagem. Isso me fez lembrar de uma música do Pato Fu: "Tempo, tempo, tempo, mano velho, falta um tanto ainda eu sei pra você correr macio..."

Beijo!

Rosana Tibúrcio disse...

Não, não sei, V; enigma não é meu forte. Pode ser a Vânia, pode ser a Vera, pode ser o Valdir, pode ser o Volmar, vai saber... mas hoje eu tô boazinha que só...
E viva o Pato Fu urúú

Rosana Tibúrcio disse...

Julianne, obrigada pela visita.
Helô, tô eu na terra dos homens, cê num veio, né danada?
Amanhã tô de volta ao meu aconchego... arráááá

V. disse...

Isso. A Vera ;-)

Apoena Míope disse...

A relatividade permeia o tempo e o espaço, Rosana.

Boa postagem!

Abraço da amiga do Taffarel

Bruna disse...

Muito bonita a imagem que você usou...e a reflexão é muito verdadeira. Já dizia o poeta que o tempo não se mende pelos ponteiros do relógio e sim pelas batidas do coração...(mais ou menos isso hehe)

em meia hora acontece tanta coisa...

Um beijão

Sr.Apêndice disse...

Ah, o tempo... sempre medido de verdade pela intensidade dos sentimentos! Muito bom o texto! Parabéns e sucesso! :D

Rafael Freitas disse...

♪ Você tem meia hora pra mudar a minha vida... ♫