terça-feira, 11 de agosto de 2009

Melhor assim...

Por anos e anos ouvi várias pessoas falarem que eu era desligada; outros afirmavam que eu era insensível às dores: minhas e de queridos.
Mas só eu sabia, por certo, o que se passava ali na minha cabeça de tímida e no coração de quem acreditava que havia nascido mais era pra ser feliz, leve e solta e que, todas as dores, sem exceção, passariam; assim com as alegrias...
Com o tempo fui impondo esse meu jeito de “não chorar pelo leite derramado”, mesmo chorando; de, no meio às preocupações, soltar uma piadinha. E olha que fazia e faço isso não por desrespeito a mim ou às minhas gentes que, vez em quando, sofre. Talvez seja apenas uma autodefesa ou autoproteção, sei lá.
Mas penso que valeu a pena me cuidar pra ser assim. Pois hoje ao ler, em meio a tanta coisa esquentando minha cabeça, num simples e-mail, a frase “Cê tem um astral fantástico” de alguém que me lê, praticamente todo dia, foi mais que um elogio: foi um carinho.
E daí constato que me enrolar mais ainda num enrosco não é o bacana, não é o mais sensato.
O bom é “perceber” o humor mesmo numa casa arrombada, numa separação, num problema financeiro, numa decepção qualquer, na vida...
Porque se fosse pra eu me descabelar diante das coisas que vivencio eu estaria perdida, nos cantos da casa, urrando de tanto chorar; estaria careca, quiçá mortinha...
Já que tenho essa vida pra viver que seja melhor assim, do melhor jeito né não, seu João???
.

6 comentários:

Flávia Jorge disse...

Acho bom quando a gente chega a essas conclusões e elas ajudam carregarmos menos peso do que precisamos. É um exercício diário.
Preciso confessar: teve um post seu, não me lembro se aqui ou no Guaraná, que você falava sobre os 'SINS' da vida, me fez refletir muito e ajudou, acho mesmo que é bem por ai, vc conseguiu enxergar um SIM do teu dia com esse mail e refletiu em um monte de outras coisinhas que podiam ter peso desnecessário.

[ai que vontade de morar perto pra conversar sobre isso...]

um beijo de quarta.

Rafael Freitas disse...

A sra tem mesmo um astral fantástico, fato!

E eu tô chegando lá: faço um drama ainda, às vezes, mas não deixo de aprender com a sra (é porque eu te apoio e te admiro... rs).

Rafael Freitas disse...

A sra tem mesmo um astral fantástico!

E eu só quero aprender isso com a sra porque, a sra sabe, eu te apoio e te ADMIRO!

Rosana Tibúrcio disse...

Flavíssima, eu me recordo desse post sim, eu achoooo que era do Guaraná e me lembro que ele mexeu com você, pois comentou isso. E foi bom saber, porque o que eu havia postado tinha pretensão de ser simplinho, simplinho...
Era bom mesmo se sua cidade fosse mais perto. Massss ahhh, pouquinhas horas de viagem, sá. Volta..rs

Filhote, penso que um dos comentários era pra ser excluído, mas optei por não. Afinal ler que você me admira duas vezes é melhor que uma... hehehe

Doroceis!!!

Moça do Fio disse...

Menininha do Caetano,

A vida já é tão doida e corrida, que se formos intensificar tudo, fica difícil viver.
Cê tá é certa ;-)


Beijo.

Rosana Tibúrcio disse...

Adorei ser a menininha do Caetano.