sexta-feira, 26 de junho de 2009

E não houve mais tempo...

O assunto Michael Jackson vai ficar meio enjoado eu bem sei.
Não entendo nada de música e muito menos de lances mais técnicos sobre shows e produções musicais.
Mas eu gosto de "gentes" e sei reconhecer o valor de alguns artistas.
Há os como Elvis, Michael e, aqui no Brasil, o Roberto Carlos que mesmo se eu não gostasse (na verdade, não tenho nem compraria nenhum CD deles - quer dizer, eu ganhei o DVD do Roberto com o Caetano, mas o motivo foi o Caetano), não teria como eu deixar de reconhecer que eles são bons...
E eu morro de pena ao pensar que não houve tempo para o Michael Jackson brilhar novamente como merecia e seria capaz. Tava pertinho, só que o destino é fatal!! Um dó!!
E agora só me resta ficar o dia inteiro com a música "Ben" na cabeça. Era a que eu mais gostava...

4 comentários:

Taffarel Brant disse...

Boa tarde, Rosana!
O fio da vida se rompe diante do inesperado, não é?
Mas convenhamos, o pop star passou diversas navalhas em cima do seu próprio destino.

o que resta agora é a obra, que vai ficar guardada para a eternidade, assim como a obra de tantos outros que já se foram e que sempre serão relembrados por seus atos entre nós.

grande abraço!

Rosana Tibúrcio disse...

É isso mesmo Taffa, a obra fica e ela é valiosíssima.
Bem-vindo às minhas trilhas.

Moça do Fio disse...

Lamentável, não é? Esta turnê seria maravilhosa... afinal, há um tempão que ele está fora dos palcos.

Mas tudo que ele fez, a revolução que ele deixou como legado, o tornaram um mito, e como mito, ele permanece.


Beijos.

Rafael Freitas disse...

Ainda vou aprender o moonwalker.