quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Quinze chatices de blogs, blogueiros e comentaristas

Quinze babadinhos que não gosto em blogs - meus e alheios -, mas que são inevitáveis, porque pessoas são diferentes e cada um com seu gosto, né mesmo? É, méééédio... eu quero meio que reclamar e aqui já sabem, né... eu sempre de boa.
Na verdade esse é um post meia boca. Coisinhas que vinha anotando há umas semanas, mas sem tempo algum pra ajustar, conferir, porque a vida num tá fácil não seujão. Trabalho, seu nome é Rosana Tibúrcio.
Vamos lá:

1. Alguém que começa a te seguir e avisa (é quem subliminarmente implora: segue meu blog também, sua linda?).

2. Alguém que para de te seguir e avisa (pior do que quem avisa; é o que subliminarmente bate o pé, como numa pirraça e diz: ó num gosto mais docê, sua feia-boba-chata-imbecil)

3. Anônimos (tá pra existir bando mais covarde e, na maioria das vezes, semeador de desconfiança: morram!)

4. Autores de blogs que se apropriam de termos alheios nada a ver com seu estilo, sua pessoa. Por exemplo, eu peguei “humildade, não temos”, de Patrícia e conto que foi dela, inclusive, pois é a minha cara, tudo a ver comigo; mas se eu pegar “louca do cu”, coisa também dela, por exemplo... nada a ver; não porque eu seja uma santa e tal, mas de cu eu só uso "um cu dentro do outro", no mais... Vejo tantas dissonâncias dessas por aí... de dar vergonha.

5. Blogueiros que não citam autor de algum fragmento e fazem, desse fragmento, algo como de sua autoria; ou os que não citam ideias alheias (mas owww aqui não falo de senso comum, tá minhas gentes fofis? Vide explicações mais detalhadas no post Dona da banca).

6. Comentários que são ou tentam ser (hihihi) aulas sobre o texto postado. No caso do meu blog - que é licença poética, de acordo com Paulinha do Guaraná* – se eu quiser algo mais científico eu mesma pesquiso – pra isso sou boUUUa - ou peço auxílio a quem sabe mais do que eu.

7. Comentários que não comentam o texto postado e falam demasiadamente sobre o que o comentarista pensa, sobre as experiências dele... enfim. E assim, um ou outro comentário, nesse estilo, passa; mas comentarista que só faz dessa arma, seu estilo de comentar, me torra.

8. Comentários que querem provocar debate. Não aceito isso no meu blog; nos dos outros eu vejo e acho graça, tenho nada com isso, né?

9. Correntes bloguísticas – desculpaêê oww Laurinha (sei que você também não gosta disso, mas, às vezes, é inevitável, né? Pra não ficar feio... ), mas pode ser que eu quebre essa corrente também... tá que você é linda e me elogiou, mas sacumé?

10. Os que comentam e têm blog - portanto há como a gente passear pelo endereço do sujeito – e deixam, após comentário, o endereço dábliu dábliu dábliu e blablabláss (pior os que acrescentam: passa lá... haha).

11. Textos cheios de letras muito diferentes, com cores muito diferentes, tamanhos muito variados, ou seja, texto fantasiado pra carnaval.

12. Texto e blog cinzas; não só de cor, mas sobretudo, o teor (normalmente esses cinzas andam juntos, observem - ai como sofro...).

13. Textos mal escritos... ó gente, né por nada não, mas crase em excesso, a gente, a fim e afins (aí sim) junto, dentre outros babadinhos me dá nó na tripa. Mas não falo só de ortografia e blablabláss. Aliás, quem nunca escreveu erradinho? que atire a primeira pedra. Não gosto, principalmente, daqueles textos que não têm o básico: início, meio e fim.

14. Textos nada a ver e pretensamente inteligentes, como alguns que já citei neste meu post ou algum estilo: "me sinto sem rumo, o que pode ser o encontro do meu ser inquieto e calmo” (choro de rir, mas me irrita, às vezes, confesso).

15. Textos top não sei quantos “o que não aprecio em blog, blogueiros e comentários”, como este agora. Já viram coisa mais fútil? Então... mas eu tenho meu lado contraditória, de quem além de não ter nada mais interessante pra dizer, tá correndinho...

*Paulinha do Guaraná tá mais parecendo nome de guerra de uma moça de fino trato, de profissão duvidosa, desculpaêêê Paulinha. Mas cê sabe que eu te amo, né? Então, minha gatinha paulista, ex-muzamba...
.

6 comentários:

Sr.Apêndice disse...

Muito bom! Concordo com tudo. Porém, fiquei com medo: e se eu me encaixar nessas categorias? Hahahaa... Brincadeira!
Um abraço

Rosana Tibúrcio disse...

Ihhh, eu me identifico em alguns desses itens, escrever erradinho,por exemplo, faço bastante, apesar de detestar. Escreveria só corretamente, mas cadê que sei o suficiente pra...

Palmitos e Cogumelos disse...

Ai rosana fiquei com medinho eheheh
Acho que me enquadro em todos seus quesitos irritantes! Vc é pior que a Fernanda Young!

Palavras Vagabundas disse...

Cheguei aqui e fiquei. Tô chegando agora nesse mundo de ar e letras e também não tenho gostado de vários dos itens que você colocou. Para não haver mal-entendido vou copiar, imprimir e colar perto do computador, só assim lembrarei que não estou só no mau-humor. Aliás você devia ter colocado um item sobre a "chatice melosa da vida".
Jussara

Camila de Souza disse...

Adoooro o teu "trem", é coisa de mineiro, né?
Pois andei falando um bocado. Como não tem a ver com o que eu escrevo, oficializo aqui minha apropriação, pode? uiaehoiuaeh

Beijoss!

Rosana Tibúrcio disse...

Não tenha medo, Carolzinha...

"chatice melosa da vida"... num deu, Jussara precisava só de quinze... hahah


O trem é de mineiro e de todo mundo, Camila. Ninguém é dono do trem... use e abuse!!