terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

O de OPM

Enquete: quem será o OPM?
Essas letrinhas "OPM" significavam muito pra mim no meu tempo de solteira.
Lá, bem lá atrás, por volta de 1970... quando eu morava em Dores do Indaiá, eu escrevia essas danadinhas em tudo que era lugar: caderno, porta de banheiro (sim, já fui indisciplinada também), calçada, onde eu pudesse. Achava a coisa mais linda.
RATS e OPM, essas letras, sempre juntinhas: as iniciais de meu nome e do meu primeiro namorado.
Hoje, uma amiga do orkut, e minha ex-colega da 8ª série do Ginásio Dorense, colocou no álbum dela duas fotos, desse tempo de colégio, em que eu apareço ao lado de OPM.
Nem vou dizer o nome completo dele aqui, né? Vai que ele tem uma esposa ciumenta - e boba - que acessa o google da vida e coloca lá o nominho do maridão? Boba, não porque acessa o google, mas por talvez, ciumenta. Detesto quem tem ciúme de passado (mas isso é papo pra outro post). Ficar mais discretinha, porque depois euzinha aqui posso ser responsável pela terceira grande guerra mundial. Sabe-se lá!! Mas uma das fotos eu coloco aqui, vê se não???
Namorei esse moço por três anos. Ele era tudo de bom, todo carinhoso e educado comigo. Me dava presentinhos, balas e chocolates... ah, e injeção (é que ele trabalhava numa farmácia, minhas gentes, e quando eu gripava... haha). Me lembro de um anel todo lindinho que ele me deu (de laço - já viram anel de lacinho?? fofo!!) e que eu não tirava nunca, até que o laço se desfez. Juro!!!
OPM fazia mil serenatas pra mim, ao som de uma "vitrola"... rs Coisa mais antiga... e bonitinha, eu achava. E ele ainda arriscava levar sermão das irmãs do internato. Sim, eu morava no internato.
Nós tínhamos a nossa música: my sentimental friend. Ele havia me dado um compacto simples e eu toquei a tal até quase furar o danado (detalhe: ainda tenho esse compacto, com nossas inicias lá...)
Fui colega de OPM da 5ª à 8ª série, mas comecei a namorá-lo só na 6ª série. Assim que terminamos a 8ª eu voltei pra Patos de Minas e ele foi pra São Paulo trabalhar.
Quando nos despedimos ele me disse: "Zaninha, vou pra São Paulo, fazer nosso pé de meia (sim, nesse tempo era romântico dizer pé-de-meia em vez de economia), e vou depois à Patos de Minas te buscar, pra gente se casar..."
Trocamos mil cartas e cartões, por um bom tempo. Mas o tempo, esse tal tempo, foi cuidando de me fazer deixar de gostar dele, como antes, e me fez gostar de outros meninos - dum tantinho bom, nem muito, nem pouco - pois, pode não parecer, eu era mesmo uma garota recatada (inda sou, recatada, garota não mais...).
Namoros iam, namoros vinham. Um dia OPM aparece aqui em Patos e... eis que eu estava namorando o então, agora, meu ex-marido... e esta é uma outra história.
Soube, muito tempo depois que OPM inda buscou uma ou outra notícia minha... por essas paradas da vida.
Por volta de 1997, creio, tive um colega de Banco que era da cidade dele e amigo... Esse meu colega então me deu notícias dele, disse que falou de mim pra ele e que ele iria me ligar.
Ele não ligou. Já casado e por certo ainda um bom sujeito. Sujeito bom e casado não liga pra ex-namoradas...não pode. Se tiver que ter, só pode ter saudades, como as que tenho dele e outras coisas de minha vida de moça-quieta-e-recatada-que-não-acha-nada-demais-lembrar-de-um-passado-bom.
.
Na verdade, este post "O de OPM" bem que podia ser "O de Owww-sardadi-dos-meus-tempo-di-sôrtera-uai"

5 comentários:

Flávia Jorge disse...

ah Dona Rosana, que post delicioso, gosto dos detalhes que coloca, ajuda a gente a visualizar a cena. Muito bom você compatilhar essas coisas boas do passado com a gente...
Tem coisa que deixa saudade boa né...
bom dia...
bjo.

umdiasereieumesma disse...

Rosanita! Delícia as lembranças saudosas do passado!
São essas lembranças gostosas que alimentam o presente. Bjs

rafa disse...

Eu já ouvi algumas coisas do OPM, não?!

Agora, me conta uma coisa...
cadê a sra na foto?
Só vejo uma pessoa de óculos lá no fundo, com um vestido beem curtinho!
hahaha

Rosana Tibúrcio disse...

Clica na foto que ela aumenta. Sim, eu sou a de vestidinho curto... magrela que só, mas adorova ser!!!

Rosana Tibúrcio disse...

Ah, e sim, filhote, cê já ouviu coisas de OPM... hehe
Adoro lembrar meu passado de moça feliz e apaixonada e amada...