quarta-feira, 1 de junho de 2011

Marina: do mar



Marina com um aninho e pouco numa praia do ES
Origem do nome Marina*: latina
Você tem energia e capacidade de conseguir o que quer. 
É doce, afetuosa, sociável e sempre bem-humorada: um sucesso nas festas e reuniões sociais. 
Possui um sorriso encantador.
Fonte: leia aqui, em observação.
Um dos livros que utilizo pro meu trabalho e "diversão" rs, afirma que Marina, além de significar mar se associa à deusa da beleza. Para tudo que eu quero descer!!! Como assim??? Tô frita, agora!!
Vamos lá, então, dar um jeito de falar sobre essa minha grandona, a rEdícula oficial da pequena e engraçada família que eu construí. Sim, trabalho árduo!!!

Você tem energia - unrummm, não sei como aguenta. Aliás morar naquela cidade dos Homens não é pra qualquer cristão. Se houver necessidade da Marina acordar às 5 horas, ela acorda como se não houvesse amanhã, toda cheia de gás pra gastar.

... e capacidade de conseguir o que quer -  tanto tem essa capacidade que tá lá enfrentando um leão por dia, tudo pela independência  muito bem-estar que, eu sei, ela vai conseguir. Esse bem-estar envolve grana, moçada, que é o que ela deseja muito e eu também, por que né? Nasci pra ser sustentada pelas filhas. Meu sonho!!!

É doce - é, é uma luxenta, que significa a décima potência de como ser doce. Eu sempre digo que se Marina fosse do tamanho da irmã dela, não tinha pra mais ninguém, um dengo só, doce de derreter.

Afetuosa - bastante, até demais pro meu gosto. Se dependesse dela todo mundo era bom, amoroso, do bem. De neném a velhinho, todos adoram a presença dela.

Sociável - e bota sociável nisso. Não se aperta com nada. Ela se sai bem em qualquer lugar. Todo mundo que acaba de conhecer vira amigo de infância em três tempos.

... e sempre bem-humorada - pra mim é a maior qualidade de Marina. Com ela o teste do bom humor dá sempre positivo. Querem saber como é esse teste? Experimentem perguntar, contar ou desabafar algo pra alguém que acabou de se levantar. Se essa pessoa te responde, te ouve e te sorri é porque é bem-humorada. Tenho mil quilos de saudades do tempo em que eu dava tchau pra Marina quando ela ia pro trabalho de manhã: "adeus, cinco letras", eu dizia, e ela respondia a mesma coisa, sempre sorrindo, de boa. Como eu também sou bem-humorada de manhã é muito interessante e prazeroso conviver com uma igual.

um sucesso nas festas e reuniões sociais - ela é a festa. Ela é engraçada, imita o povo, dança bem e, também, de jeito esquisito, se quiser avacalhar com tudo. Num falo mais nada... Quer dizer, falo. Desde quando Marina era pititinha - já foi - nas festas que íamos ela era o centro das atenções. A bichinha demorou a andar, mas fala[va] feito maritaca. E todo mundo só prestava atenção nela. Quando eu digo todo mundo é todo mundo mesmo. Se naquele tempo houvesse essas paradas de vídeos em youtube, os dela, por certo, fariam o maior dos sucessos.

Possui um sorriso encantador - só olhar a foto... a segunda.

Gente, inda bem que essas características são só positivas, porque por elas a gente pensa assim: é uma deusa mesmo... mas a bichinha é tudo isso e muito mais. De positivo ela ainda tem a discrição. Super discreta, que parece não combinar com quem fala muito, né? Mas nela combina. Ah, eu contei que ela fala muito? Então, fala... e isso pode ser positivo ou negativo, dependendo da situação... (sou má...rs) Mas ó, podem arrancar o fígado dela que ela não conta o que pensa ser segredo. Com ela não tem essa de falar: "ó, é segredo, conta pra ninguém não?" Ela sabe e sempre soube, como poucos, fazer essa triagem: o que pode ou não ser repassado.

Mas rola um defeito, né? Senão ela nem seria humana. Ela é birrenta!!! Jesus, toma conta. Desde novinha sempre foi de pirraçar. Parece não combinar com o bom-humor né? Mas com ela combina, também. Quando cisma em fazer birra, não tem pra ninguém. No pacote pirraça que ela carrega vem: caretas, "viração" de cara, respostas azedas e até batitinha de caneta na mesa, sabem como? Aquela coisa bem infantil...
É... Marina é um tanto infantil, não só nessas birrinhas, mas no jeito de acreditar que quase todo mundo é bom, é do bem, é correto. Eu aviso sempre pra ela se cuidar que o mundo não é assim e blablabláss... ela teima, eu aviso, ela teima e, de vez em quando me avisa: é, Rosaninha, cê tava certa mesmo naquilo que falou.
É que sou uma mãe que sabe tudo, inclusive, que sabe fazer filha quase perfeita (mas isso é papo pra outro post e este é dela: a deusa da beleza...).


*Marina nasceu em 01/01/1981 às 14h45min - hoje, portanto, completa "meses".  Parabéns!!!  rs

7 comentários:

Rafael Freitas disse...

Não dá pra discordar de nenhuma vírgula!

Amo demais!

Marina Mendes disse...

adorei e me identifiquei!
não sabia de algumas dessas características.

Taffarel Brant disse...

NARAINAS, SUA LYNDA

Marina Reis disse...

nossa que linda ..
de mim.

hahahah
.

Amei mãe .. agora deixa eu correr ali pra lavar meu rosto, borrei a maquiagem.

te amo.

Rosana Tibúrcio disse...

Nossa, Marininha, cê é muito atrasada, eu já tava quase postando o Zulu... hauahausahs

Rosana Tibúrcio disse...

Oi Rafa, oi Taffa, Oi Marina Mendes.




Oi Rant... hahaha

VELOSO disse...

A MARina é do mar... Faz tempo que não caminho por seus escritos a última vez que caminhei acho que a Marina era pequenina mesmo! Um abraço e tudo de bom em tudo e sempre!