domingo, 22 de fevereiro de 2009

S de saudade e saudade(s)

Descobri outro dia - porque uma amiga me perguntou se "saudade(s)" estava errado - que há saudade e saudades.
Como assim, eu fiquei a vida inteira sentido saudade e dizendo ter saudades de alguém sem saber se dizia certo. Sentir, eu sentia certo. Sinto.
Eu tenho saudade só de coisas boas, costumo dizer. Das coisas más, podres eu tenho lembranças: ruins (dãnnnn rs).
Sinto saudade de um passado bacana, de cheiro que gosto, de uma música e da filha grande que mora longe (esses dias nem tanto, pois está aqui comigo).
Saudade não é algo que me faz sofrer, no máximo me deixa melancólica. E só.
Agora, quando eu digo: saudadesssss...de você (com esse) é que tô quase morrendo de melancolia mesmo. Aí é meio sofrido, mas um sofrido bom.
Ihhh, como assim? Nem sou masoquista. Ah, mas deu pra entender, né não?
Como deu pra entender, quando pesquisei pra responder à Jéss, que saudade sem esse é, segundo Aurélio: "1.Lembrança nostálgica e, ao mesmo tempo, suave, de pessoas ou coisas distantes ou extintas, acompanhada do desejo de tornar a vê-las ou possuí-las; nostalgia" 2.Pesar pela ausência de alguém que nos é querido."
Agora, saudades, com esse, substantivo feminino plural, ainda segundo meu miguim é: "1.Cumprimentos, lembranças afetuosas a pessoas ausentes."
Eu gosto de sentir saudade! E àqueles que há muito não veem (sem acento) aqui me ler eu digo: estou morrendo de saudade, beijos e saudadessss...
.
Adendo: O que um "s" não faz, né minhas gentes??? rs
.

Um comentário:

rafa disse...

Saudades, assim com esse, deveria ser plural, algo que aumentasse a saudade que a gente sente, sabe?!