segunda-feira, 29 de setembro de 2008

E o programa Bossa Nova????

Ah, esperei tanto para assistir ao programa Bossa Nova, ontem na Globo, em homenagem ao Tom Jobim e aos 50 anos da bossa-nova e fiquei, literalmente, decepcionada.
Já disse há uns oitos meses, creio, que não sou nenhuma crítica musical ou de programas de TV. Nem pretendo ser. Aliás, detesto os pseudo-críticos musicais. Aqui é opinião de telespectadora, apenas.
Mas... que coisa esquisita, foi aquilo?? Pra não dizer, enfadonha.
Eu não gosto muito do Roberto Carlos - não compraria um DVD dele, por exemplo. Amo o Caetano Veloso - compraria todos os DVDs, CDs, livros, artigos: ele, se pudesse.
Pensei: vai dar um bom caldo, porque mesmo não apreciando Roberto sei do talento, do esforço dele, eu reconheço isso.
Mas sabe prisão? Senti os dois tão presos. O Caetano menos, porque ele tem uma alegria natural, mas o Roberto. Sabe gente "dirigida"? Altamente dirigida? Senti isso. Mesmo assim eu gravei, vou guardar entre as preciosidades do Caê, claro.
Bossa-nova, na minha opinião é um estilo intimista, nunca triste ou medroso.
Excetuando "Teresa da praia" e a propaganda do Itaú, não gostei muito...
Tom Jobim e a Bossa-nova mereciam uma homenagem mais feliz!!
.

7 comentários:

umdia disse...

Rosanita, você pode achar pretensão da minha parte, mas não assisti a esse programa porque tinha certeza que seria assim: insosso.
Acho que a Globo não consegue colocar
"alma" nesse tipo de programa.

paulinha disse...

oi rosanita!!
vc asbe qu eeu adoro dar minha opinião sobre tudo né...
eu aestava meio dormindo, meio acordada na hora do programa..
não prestei muita atenção..
mas eu achei tão estranho misturar o dois
não seria melhor colocar dois amigos..
por exemplo, em um quadro cae e gil e depois erasmo e roberto?/
seria mais legal.. e tdo dia passa algo da bossa nova...
se vc disser que eu desafino amorrrrrrrrr
e tem mais o dilho do tom, cantou quase morrendo
se isso é ser bossa nova, pode largar mão!!!

Rosana Tibúrcio disse...

Insosso, isso mesmo que eu achei Helô, só não sabia nominar...rs

Paulinha, isso mesmo também. Parece que eles não "casam", sei lá. E olha que fizeram música um pro outro, mas não bateu!!!

Rosana Tibúrcio disse...

E o Caetano assim disse no blog dele (obra em progresso)hoje - a respeito do programa, objeto deste meu post:

"Falando em Milton e os Jobim, concordo com uma moça que disse que Milton cantando Tom é muito superior a Roberto e eu fazendo a mesma coisa. E mais ainda com a outra que disse que me achou preso, inibido, sei lá, com o terno apertado (não estava apertado, mas parecia), com a voz tensa. Era isso mesmo. Mas discordo da opinião de que Roberto não cantou divinamente bem. Eu estava ali com minha confusão, tenho meu valor histórico e simpatia pessoal, mas não fiz nada artisticamente que merecesse celebrações especiais. Mas Roberto… ah, Roberto, como canta! Que relaxamento, que naturalidade na emissão, que musicalidade espontânea!"

Thiago disse...

Não assisti todo, mas o pouco que vi eu gostei, mas é certo que Roberto Carlos e Bossa nova não se entendem muito bem hahahaha seria melhor o Buarque não?

Um beijo Rosana

Thiago disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rafa disse...

Eu nem empolguei.
Não gosto do Roberto.

Caê que me perdoe, mas ele em irrita!
rs