domingo, 3 de agosto de 2008

Eu não me acostumo...


Podem dizer que sou uma mãe super brega, chata, preguenta e pararáss, mas eu ainda não me acostumei com a ausência de Marina aqui na nossa casa e em minha vida cotidiana.
Eu preciso saber dela todos os dias; e sei, de um jeito ou de outro: pelo orkut, blogs, mensagem sms ou mesmo num papo por telefone.
Não sei como os pais se acostumam a ficar longe dos filhos, só porque eles cresceram, eu não me acostumo, jamais.
Peço muito que Deus conserve em Nina essa alegria de viver, esse lado moleque, essa meiguice que cativa a todos. Nina tem um jeito "peculiar" [haha não resisti] de viver e isso é uma benção dos céus...
Eu morro de saudade e quero sempre que tudo corra tão bem pra ela: que tenha sucesso em sua vida profissional, que se sinta rodeada de pessoas boas e amigas, que encontre um amor bacana na vida, que... que seja muito, mas muito feliz!
.
.

5 comentários:

Marina Reis disse...

Nossa mamita, que lindo.
Adorei.
...
saudade demais de tudo aí.
amo você.

e daqui, fico pedindo a Deus que abençoe você e a Laurinha sempre.
.
beijocas

Thiago disse...

ahhh mas os filhos precisam criar asas e voar ! Não pode ficar sempre sempre com a mamãe, eu tb não moro com meus pais, mas sempre que posso visito eles, passo fds, o importante mesmo é não perder contato. :)

Haline disse...

Aqui em casa eu vi meus 6 irmão sairem de casa, um de cada vez, e minha mãe sofreu em todas as vezes como se fosse o primeiro a sair.
Até pouco tempo pensava assim: Pq ela sofre se eles estão tão felizes.
Hoje, depois de virar mãe, penso assim: Como ela foi forte, ver os 6 filhos sairem, uns para muito longe e mesmo assim continuar firme e forte, cuidando dos sete como se estivessem perto, muito perto.

Mãe é mãe!

paulinha disse...

ainnnnnnnn
é tão lindo a relação delas. eu vi de pertinho..
Rosanita muito coruja, Nina uma pessoa que ilumina a tdo e a todos!!!
eu fico realmente espantada como elas consegume se comunicar tanto!!
e se desejo ou praga de mãe pegar, pode ter certeja que suas meninas serão eternametne felizes
saudades Rosanita

rafa disse...

Ai que eu tb amo o jeitinho "peculiar" da Nina!
Se eu morro de saudade e quero ela sempre perto, imagina a senhora!!!