sábado, 21 de julho de 2012

Tinha tudo pra ter sido, mas não foi*



- Amor, o jantar está na mesa!!
Melhor frase do mês.
Pensar que mulher foi feita apenas para preparar o jantar e homem sempre para “tirar um cochilo enquanto isso”, porque era: exigência, até no tempo em que ela resolveu viver sem sutiã; costumeiro, depois de seios liberados; comum, na era do silicone; raro, quando ela estufava os peitos, era executiva e ele o entregador. De pizza.  

- Amor, o jantar está na mesa!!
Melhor frase da semana.
Pensar que mulher foi feita apenas para preparar o jantar e homem sempre para “tomar uma ducha enquanto isso”, porque era: exigência, quando ela se trocava depois do jantar pronto e antes de se sentar à mesa, depois dele; costumeiro, depois de uma transa rápida enquanto a batata assava; comum, enquanto ele ouvia música e ela com dor de cabeça; não tão raro, quando ela fazia o jantar aos gritos e ele se calava. De medo.

- Amor, o jantar está na mesa.
Melhor frase do dia.
Pensar que mulher foi feita apenas para preparar o jantar e homem sempre para “contar o dia do escritório, enquanto isso”, porque era: exigência, até o tempo em que ela só era dona de casa e olhe lá; costumeiro, já que ele ganhava mais e ela só fazia artesanato para pagar cabeleireira e manicure; comum, mesmo na era de direitos iguais; raro; quando ela era a provedora e ele só um instalador. De canos.

- Amor, o jantar está na mesa. 
Melhor frase da vida.
Pensar que esta mulher não foi feita para forno e fogão e que seu homem  foi feito para fazer a janta, colocar a mesa e depois arrumar a cozinha. Num tempo em que se amavam, ambos trabalhavam fora e viviam correndo; ela cuidava das roupas porque gostava disso mais do que ele; os dois cuidavam da casa porque ambos não suportavam isso, mas, se juntos, tudo parecia menos ruim; ele cuidava da janta porque gostava, ela não e os dois sempre gostavam do que ele preparava. E essa hora era o início da melhor das horas que passavam juntos.
Essa era a hora do carinho, do cuidado, de quase tudo sempre igual. Inclusive a curiosidade dela.

- Meu bem - ela pergunta enquanto entrega, para ele, uma taça de vinho - o que você preparou para o nosso jantar?
- O mesmo amor de sempre, querida, mas hoje foi com frango ao pesto de manjericão e batata sauté. Um brinde!!




*Na verdade, esse post foi feito para o Guaraná com Canudinho, em 19 de julho deste ano, com o título "Amor, o jantar está na mesa". O tema da semana era "preparando um jantar".
Achei o post bem a cara do "A dona da banca", aqui onde tudo muito mais eu.
Resolvi fazer novo registro.

3 comentários:

Cristiano disse...

Parece até comentario de que vc nao lê: mas eu gostei muito do seu texto... muito mesmo.

:)

Odilon Paulo Júnior disse...

Dona Rosana, estou adorando ler os textos do seu blog. Adorando mesmo (pra combinar com o final do comentário acima)

:)

Rosana Tibúrcio disse...

Obrigada Cristiano.
Obrigadaaaa Odilon.