quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

E o que não presta...


Tão bom seria se no final de cada ano eu conseguisse deixar o que não prestou na lixeira. Triturar tudo. Neste ano que ora termina precisei jogar resquícios de outros anos, infelizmente.
Tomara que não sobre nada ruim deste. Penso que não.
.

2 comentários:

umdiaHelô disse...

Rosanita, caraca!!! Que coincidência,pois eu me prometi não passar para o próximo ano o que não prestou neste. E não vou passar mesmo. Não serviu? Que fique onde está. Um novo ano repleto de realizações e sucesso. Beijos

rafa disse...

Eu só ensaio e arrumar que é bom, nada!