sexta-feira, 4 de abril de 2008

Segunda... sexta!

Owww semaninha estranha.
Segunda-feira, não sei bem que horas eu terminei uma série de trabalhos que fazia (sim, trabalho como máquina: em série).
No que terminei eu disse pra minha pitinha (coitada, sofre me ouvindo) : "acho que vou ficar à toa amanhã... é terça-feira, mas sei lá, tô numa canseira." Afinal, eu vinha de quinze dias corridão, com direito à senzala doméstica e intelectual, sem perdão.
Eu disse isso, mas logo em seguida repensei e decidi: "que nada, vou pegar o embalo e começar um novo trabalho (dos grandões)." Organizei os livros na mesa da copa, pra leitura inicial, mandei uma mensagem no celular pra minha cliente - dona desse trabalho - ela respondeu marcando um horário pra o dia seguinte, assim como eu previa... fiz outras coisinha e fui deitar.
Na manhã de terça-feira comecei a leitura dos textos até minha cliente chegar. Traçamos um pré-projeto, determinamos data, conversamos uns babadinhos (de muitas clientes eu fico amiga, essa é uma delas)... e ela foi embora.
ABSURDO, se não fosse comigo eu não acreditava. Meus olhos já estavam doendo, um ou outro espirro vinha... mas foi só M.I. ir embora e eu "prostei"... TOTAL.
A partir de então e até hoje de manhã (que melhorei um pouco) eu passei a não valer nada. Não fiz almoço, não conseguia ler - nem livros de trabalho, nem revistinha da Mônica, nem Veja, nem coisas na net, pra assistir aos programas de TV que gosto era quase impossível: da cama de Laurinha, pro banheiro, pra sala de TV ou pra minha cama... e, arraaastaaadaaaa.
Eu não entendo muito isso, como uma pessoa pode ficar mal de saúde assim? De repente? Seria mesmo o tal psicológico? Só entregar coisas de compromisso firmado e tibum???
E pra quem não conseguia nem fazer almoço eu comecei a minha sexta fazendo um belíssimo estrogonofe pra minha irmã, meu pai, meu sobrinho, minha filha e amiga de minha filha. Com direito a batata palha das minhas... uauuuu!!!
UM BANQUETE!!!!!!!
Agora é fazer do meu sábado e domingo a terça, quarta, quinta e sexta dessa semana que finda.
Fé Rosana Tibúrcio, fé!!!
;

Um comentário:

rafa disse...

Eu poderia falar do cansaço, mas prefeiro dizer que a sua batata palha é óóóóótimaa!
E eu quero estrogonofeeeee!!!

Saudade da sra e de tudo aí...