quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Nascer... morrer...

Nascer nem tão certeza é.
Morrer não há como: tudo vai, um dia.
Mas quando a morte bate assim, pertinho da gente e, no meu jeito de entender, ainda tão prematuramente: ASSUSTA.
Negócio é viver bem, pra não deixar nada pra trás e provocar saudades boas.
Carminha será saudade boa.
Tão grata serei a ela: eternamente.
Beijo Ana Cecília, com meu carinho de mãe!

3 comentários:

Anônimo disse...

Sentirei saudades da Tia Carminha.

beijocas mamãe
te amo

Marina ina ina disse...

não sou anônima .. aff

rafa disse...

Pois é... E eu vou sentir saudades do sr Vicente tb... Ô semaninha essa!