segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Quem sou eu???

Sou a de Novembro... que ama o mês, a semana e o dia do aniversário. É nesses dias que peço tanto a Deus que me dê saúde, alegria, trabalho e o carinho das pessoas que amo.
.
Neste ano, em especial, tenho um pedido singular para fazer e espero tanto ser atendida, pois juro que me comportei direitinho... rs
.
Quero muito que Deus me livre de pessoas más, de pessoas que usam minha amizade, meu amor e meus cuidados para depois desprezá-los.
Eu que pensava, quando mais nova, que a maturidade fosse capaz de me fazer tão suficientemente sábia que, num simples contato, distinguisse os bons dos maus. Mas não, vez ou outra, inda caio numa cilada.
.
Só que agora, ó mó Deus, penso já estar de bom tamanho e que já fui até bastante castigada por ter enfiado meus dedos nos olhos daquela menina chata que brigou comigo quando eu tinha doze anos, só porque o namoradinho dela mandou um bilhetinho para mim. Ué, que culpa tive eu disso?
.;
Tá, é verdade, coloquei o pé na frente quando aquela tal “creuza” vinha passando e elazinha caiu... hehe, mas quem mandou a imbecil pegar o meu bombom sonho de valsa?
.
Ihhh, realmente, tem mais... ri um bocado daquela outra bruxa que se ferrou naquele romance e tomou um par de chifres...
.
Mas ó, coisinhas estilo Turma da Mônica e só... nada tão mais sério.
.
Por isso é que peço proteção de verdade; muita saúde, muito amor, muita paz no coração e equilíbrio nas relações profissionais; que se aproximem de mim só amores, amigos e clientes do bem, pois este é um ano de reconstrução; e... tem sido fácil não!!!
.
.
.

2 comentários:

marcella rarumi disse...

novembro seria mês de desespero, do fim do ano e de tantas outras coisas. faz pouco tempo e sei que novembro agora é outro tempo. tem quem aceite e goste das datas, e as mereça - não marcadas no calendário, mas eternas.. incontáveis por impossibilidade e puramente por virtudes. e, é claro, você é uma dessas pessoas.. que fazem a gente ver a vida menos contínua e mais continuadamente. tem diferença nisso? ah, as minhas babagens têm feito diferença pra mim. (ainda mais quando você perdoa meu jeito prolixo de ser).

tem tanta coisa diferente aqui, né? música, rodapé 'florido' e até uns sentimentos escancarados e que nem sabem que eu venho e leio sempre. ah, até mereceu esse comentário gigante - fazia tanto tempo, né? desleixada, eu.

beijos, rosanita, felicidades sempre sempre!

rafa disse...

Essas coisas que a sra contou nem chegam aos pés da maldade alheia e de tanto sofrimento causado...

Deus vai te proteger sim, mainha!

E eu tb! hihi

beijo!