quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

O de orkut

Orkut é um instrumento bacana, na mão de bacanas. Por intermédio do orkut eu conheci inúmeras pessoas essenciais na minha vida. E pessoas chatas, também, assim como na vida real. Não vejo o mundo orkutiano muito diferente do mundo real. Do “meu mundo”, a propósito.
Para os outros não sei exatamente como é, mas desconfio. Só que os outros não me interessam muito, por ora.
Eu gosto muito de olhar fotos de queridos e não queridos, olhava mais quando tinha um tempo maior e também quando não tinha o tal “olho mágico”, isso me limitou um pouco na liberdade de ir e vir. Não lido muito bem com cobranças, e no orkut as cobranças são ilimitadas e de toda ordem. É um tal de eu visitar alguém assim, porque fui num, noutro e cheguei lá naquele perfil e o tal dono vir no meu espaço e perguntar o que fui fazer lá no naquele seu. Como assim??? Vou onde quiser, e isso de querer privacidade tendo orkut é a maior piada do século...
Nunca pergunto a quem visitou o meu perfil o que veio fazer nele. Jamais. Se eu ficar curiosa, vou lá e leio as coisas, olho as fotos e pronto, se não, fica por isso mesmo.
No orkut eu detesto:
-cobranças (manda recado pra fulano e não manda pra mim), juro que isso inda acontece comigo, deviam respeitar uma senhorinha com pouco tempo pra zoar na net e nenhuma paciência com gente chata;
- recados iguais;
- ver álbuns com mais de doze fotos (preguiça de passar as páginas...rs);
- recados e álbuns trancados;
- recados coloridos, em negritos e caixa alta;
- as tais imagens, cartões coloridos, barquinhos e peixinhos;
- os infinitos convites para entrar em comunidades imbecis e que nada têm a ver comigo;
- a babação de ovo em cima de mim e de minhas fotos, como se isso fosse selar alguma amizade.
No orkut eu amo:
- ser lembrada dos aniversários de queridos;
- mandar recados pra minhas filhas, mesmo que uma delas esteja do meu lado;
- ler os recados que mandam pras minhas filhas (sou uma mãe zelosa... arrááá);
- ver os álbuns de meus filhotes (tenho filho postiço), sobrinhos, irmãs, amigos e meus amores guaranetes (que por sinal, um deles é meu filhote postiço);
- fuçar as comunidades e localizar aquelas mais sem lógicas;
- comentar e ler os comentários das fotos de queridos;
- organizar álbuns com doze fotos...
- conhecer pessoas novas e estreitar laços de amizades (tenho queridos que ainda não conheço pessoalmente e que estão no meu orkut há anos – adoro sabê-los); e
- fazer da página de recados do orkut um chat com meu filhote Rafa.

Olha o chat aí minhas gentes

Se pesar os prós e os contras, o orkut é um instrumento positivo para a minha vida pessoal. Pretendo mantê-lo por algum tempo e bem abertão: porque se for pra me expor, que seja com gosto e sem censura. Lógico que evito a exposição demasiada de sofrimento e lavação de roupa suja, que são coisas por sinal que abomino ‘perceber’ nos orkuts alheios...

Adendo: foi pelo orkut que eu conheci meu filhote Rafa, que é uma das pessoas que mais amo no mundo. Como não gostar então deste meio virtual? E hoje eu tô morrendo de saudade dele e acho que ele tava de mim também, pois me ligou só pra saber de mim. AdoUUro!!!!
Tô com saudade de Paulinha e Jôzinha também. Vontade de tê-las aqui na minha casa, novamente... meus três presentes orkutianos.
.

4 comentários:

Jéssica Amorim disse...

Orkut é amado e odiado rs. Eu sai e atendendo a pedidos voltei.

Conheci o Rafa primeiro pelo orkut tambem.
E eu e você nos conheciamos, sem conhecer (tendeu tendeu? rs)

Sim... eles traz vários dissabores como os que você citou, mas também permite esses presentes especiais né não?
Beijos...

umdiaHelô disse...

Caraca!!! Não sabia que você e o Rafa tinham se conhecido pelo orkut!
Achei que tivesse sido por meio de algum blog. Ficou muito fera vc colocar um pedaço do chat de vcs aqui.

rafa disse...

COMO ASSIM EU NÃO VI ISSO ANTES???

Que delícia ver isso, mainha!
Tem tanta gente que não aguenta nosso chat, né?! haha
Opas, por falar nisso, tenho que ir lá responder seus recados.
rs

rafa disse...

Ah, claro!
Adorei>

"...e isso de querer privacidade tendo orkut é a maior piada do século..."